domingo, 20 de setembro de 2009

RNA: controle da síntese de proteínas 1º ano

As caracteristicas de um organismo são comandadas pelo DNA por meio de um mecanismo dividido em duas etapas
TRANSCRIÇÃO: ocorre no núcleo, com síntese de RNA.
TRADUÇÃO: ocorre no citoplasma, na superfície dos ribossomos, com síntese de proteínas.


O RNA é formado só por um fiosinho de nucleotídeos, egoísta ein, pqp, que que custava ser formado por dois filamentos igual o DNA?

Então... a pentose é sempre a ribose e não existe a timina, mas a uracila.
Vocês ainda lembrar quando eu postei aqui do DNA né? e falei dos namoradinhos lá, que a timina namorava a adenina... no RNA a adenina mete chifre na timina com a uracila.
Há três tipos de RNA sintetizados por setores específicos do DNA:



RNA-mensageiro ou moldador (RNA-m) - leva a mensagem do DNA do núcleo para o citoplasma; Esse RNA é o fofoqueiro. Fica fofocando tudo que o DNA fala pro núcleo do citoplasma.

• RNA-transportador, de tranferência ou solúvel (RNA-t) - transporta os aminoácidos; ta ligado naquelas camionetinhas que levam os trabalhadores rurais pra roça? então... finge que os aminoácidos são os trabalhadores e o RNA-t a camionetinha.

• RNA-ribossomial (RNA-r) - participa da constituição dos ribossomos. Ah meu, sei lá, é só ler ribossimial e lembrar da porra dos ribossomos, se vira ai.

Agora começa complicar sua vida, caro estudando fudido de biologia...
Vou explicar agora a tão assustadora e bizarra SINTESE DO RNA-m muahahaha



Ela ocorre da seguinte forma: um setor de do filamento de DNA (gene) sai correndo e se afasta do seu parça complemento, e expõe suas bases, dai vem os nucleotídeos exibidos do RNA e se encaixam. Esse encaixa (ui ;9) é mediado pela enzima RNA-polimerase e obedece a obrigatoriedade de ligação entre as bases. É a historia dos namoradinhos lá, adenina com uracila e guanina com citosina.



A tradução da mensagem genética significa passar o código da sequência de letras do RNA para uma sequência de aminoácidos da proteína. Mas uma caso de fofoca. .-.

Desse modo, a mensagem genética contida no DNA é materializada na forma de uma proteína estrutural ou enzimática, responsável por uma característica do organismo. Eu sei, eu sei, pode parar de relinxar já, isso é chato pra porra.

Maaaaas, vam ve como se dá esse processo:

Um grupo de três letrinhas consecutivas do RNA-m, chamado de códon é um código correspondente a um aminoácido. Esses trios de bases são os mesmos para todos os seres vivos, pode ficar feliz já filho, você tem alguma coisa em comum comigo (h) -q

se liga na tabelinha ai.



(não achei uma porra de tabelinha em português pra vocês ficarem felizes)

O códon, só identifica os aminoácidos com o auxilio do RNA-t, fala sério, mas num consegue nem identificar uma porra de aminoácido sozinho, mas é inutil de mais esse códon. Mas então, o RNA-t é capaz de se ligar aos aminoácidos que tão la nadando dissolvidinhos no citoplasma e transporta-los até o RNA-m.

Em uma das extremidades do do filamento do RNA-t aparecem as bases CCA, eem uma das curvas (ui, atoro curvas -q) há um trio de bases que varia de um transportador para outro. Esse trio é chamado de anticódon e é por meio dele que o RNA-t se encaixa nos códons do RNA-m. Os códons e os anticódons vão lá e creu. O anticódon também determina que para cada aminoácido existe um transportador específico, pqp não sei pra que tanta frescura, pega qualquer transportador e boa.

A tradução da sequência de bases do RNA-m para a proteína é feita nos ribossomos. Com os respectivos aminoácidos, os RNAs-t vão lá nos códons correspondentes do RNA-m e créu, se encaixam. Assim a sequência de códons do mensageiro determina a sequência de aminoácidos que formarão a proteína, seguindo a ordem dada pelo DNA, o DNA manou, tem que cumprir fii, aqui é assim que funciona. A medida que um polirribossomo desliza pelo RNA-m, os aminoácidos se unem e formam uma molécula de proteína. Vai deslizando e formando, delizando e formando, UHUUUL, daaaaaaaaalhe polirribossomo. As subunidades dos ribossomos se juntam no ínicio da síntese da proteína e voltam a se separar no fim, eita povo que junta e separa.
Esse processo evolve mecanismos para ativar aminoácidos, indicar os pontos do começo e fim da síntese e remover a metionina que indica o ínicio da síntese, caso ela não venha a construir a proteína. Parte desse mecanimos é controlada por enzimas e outra pelo RNA-r, que funciona também como enzima, então fii, acaba que é tudi controlado por enzima mesmo.

Apesar de terem a mesma coleção de genes, as células de um indivíduo podem ser diferentes porque possuem alguns genes em atividade e outros inativos. Como os ativos não são exatamente os mesmo nos diferentes tecidos, surgem diferenças morfológicas e fisiológicas entre as células. A formação de diferente células e tecidos ao longo do desenvolvimento embrionário é chamada de diferenciação celular.

II FII, RNA É MATO. -n

Um comentário:

  1. me passa seu msn para q vc possa ficar sempre em contato cmg vlw

    ResponderExcluir